Vídeos Imperdiveis

Loading...

quarta-feira, 15 de março de 2017

Um evangelho inexistente




Por mais uma vez devo dizer que a narrativa histórica não falha – ela é a maior arma, o melhor instrumento para compreender o presente. Para tal, ressalto que a bíblia neste caso deve ser não somente para um cristão, como para qualquer pessoa que confesse outro credo, a verdadeira bússola que dá o norte, o verdadeiro cajado de exortação e o mapa que gera uma visão ampla e ao mesmo tempo holística.
O evangelho que Cristo pregou na Terra é o ensinamento perfeito que até muitos pensadores, filósofos, escritores, cientistas se renderam, mesmo que no final de suas vidas, justamente por não conseguirem combater no campo intelectual contra ela e, por fim sentirem o seu poder de transformação na alma. O evangelho também é simples. Basta dizer que foram escolhidos inicialmente homens simples para levarem a missão de evangelizar o mundo. Este mesmo evangelho passou por mudanças drásticas ao longo dos séculos, principalmente após a era dos mártires. A deturpação da mensagem da cruz ganhou espaço dentro do próprio cristianismo através da inserção de heresias horrendas e a prática de crimes que hoje são até mesmo tipificados em lei.
Não seria um equívoco afirmar que os santos apóstolos nunca pregariam o evangelho da forma que muitos atualmente pregam. Esse evangelho é o evangelho do mercantilismo e da simonia.
O clero romano na idade média, simplesmente ambicionava o poder e seus particulares interesses. As indulgências assim, figuraram como a mancha negra na história da igreja. Pedaços de madeira eram vendidos na porta da igreja como sendo pedaços da cruz de Cristo. Moedas eram trocadas por pedidos de oração. Pedaços de taças eram comercializados sob a ilusão de serem fragmentos de taças da última ceia.
Diante desta exposição pode-se perceber que a história novamente se repete mesmo que com uma roupagem um pouco diferente, mas só um pouco, já que está evidenciado o desrespeito novamente no Templo: Em uma liturgia de 2 horas, usam 1 hora para assuntos financeiros. A palavra relacionada ao dízimo tem prioridade sobre a mensagem da cruz. Várias campanhas milagrosas são realizadas ao mesmo tempo sufocando os fiéis mais simplórios com um pedido de grandes cifras. Orações já estão possuindo escalas e valores dentro de uma tabela absurda criada por lobos vorazes. Os grandes dizimistas têm maior atenção para qualquer tipo de assunto em detrimento aos servos mais humildes. Os milagres parecem não mais estar à disposição dos filhos de Deus se não houver o depósito na caixinha. A busca por cargos eclesiásticos segue uma rota que foge da vocação. A teologia da prosperidade tomou descaradamente o lugar do evangelho da Graça. Em muitos casos cobram um alto valor para que o fiel assista um sermão por web conferencia. Retiros espirituais raramente ocorrem sem que, de antemão, os cálculos sobre o lucro sejam feitos para saber a viabilidade financeira. A unção parece estar nos paletós, gravatas, ternos, sapatos fashion...
Desta maneira só resta concluir que o evangelho que estão pregando por aí não existe na bíblia. Nenhum dos apóstolos aprovaria tal depravação. Eu arriscaria dizer que Tiago infartaria, João teria síndrome do pânico, Paulo viveria com pano de saco sobre a cabeça, Pedro cortaria a própria orelha de tanta raiva, Santo Agostinho cairia num longo lamento, Elias pediria novamente a morte e Amós ficaria paralisado por dias.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O que é um teólogo?


      Eis ai uma questão que muitos têm curiosidade em saber. Seria uma profissão ou um simples título? Bom, a teologia ao pé da letra se traduz pelo estudo de Deus (logia = estudo, Teo = Deus). É claro que estudar a Deus é impossível, visto que Ele é irrevelável, mas estudar as coisas concernentes a Ele é possível e bom.
     Existem alguns (pouquíssimos) bons teólogos no Brasil que posso citar como é o caso do Leandro Quadros e Rodrigo Silva, pois estes dois preenchem um dos requisitos básicos para ser consagrado teólogo: o domínio de pelo menos um dos idiomas originais da bíblia (grego, hebraico ou aramaico). No mais, quem não domina é simpatizante ou é simplesmente esforçado. No entanto, há aqueles que quando descobrem a teologia se maravilharam e se transformam em “seres teologizados” pensando serem os únicos seres humanos detentores de segredos milenares que outras pessoas não podem saber. Portanto, julgam não poder compartilhar com ninguém, a menos que surja o viés financeiro e destrave todo o processo. A esses (que estão espalhados por toda a parte) denomino como “pseudo-teólogos” ou “neoteologuinhos de plantão”.
             A competência e responsabilidade de um verdadeiro teólogo deve ser plena, ao contrário do que se observa, pois muitos dos que estão nas duas categorias mencionadas acima se pavoneiam hasteando a bandeira do cristianismo somente pelo fato de saberem o nome dos doze apóstolos ou quem sabe das doze tribos de Israel. Caem facilmente em escolasticismo e se sentem como um Calvino da era moderna. Se interrogados sobre a estreita ligação da cosmogonia germânica em similitude com a ressonância Shulmann e cosmogonia wicca, logo saem pela tangente. Não são capazes de traçar um paralelo entre teologia da libertação, comunismo castrista e cristianismo. Não explicam a ligação entre maniqueísmo, marxismo, maçonaria e fetichismo. E a hermenêutica? Está destronada: usam alguns textos do antigo testamento que foram direcionados especificamente ao povo de Israel e que até já se cumpriram para nortearem a vida dos fiéis fora de um contexto que deveria antes, ser repensado e analisado cuidadosamente. Por muitas vezes querem pregar escatologia bíblica sem sequer compreender a cronologia da bíblia que carrega debaixo do braço! Lamentável...
            Não bastando, ainda sob uma base evidentemente fraca e insignificante, criam doutrinas que resultam em um pandemônio desenfreado que pode cair por terra com uma simples refutação feita por alguém com o mínimo de preparo. Adotam o tal M.D.A. de José Maria Escrivar sem se preocupar com as origens históricas do método e sem temer pela alienação episcopal herdada por tal adoção.
            Também não compreendem a questão do aborto á luz das escrituras em contraste com a legislação vigente e ainda se aventuram em falar de anticoncepcionais nos aconselhamentos pastorais.
             No que tange á política, a gota que faltava é ver líderes espirituais muitas vezes denominados como “teólogos” pelas próprias ovelhas e por ele mesmo, fazendo aliança com partidos de esquerda compartilhando de seus ideais (anticristãos por natureza) e se comportando como verdadeiros esquerdopatas cristãos. E pior, se interrogados por qualquer coisa se expressam como se fossem mestres no assunto com a famosa e desafiadora frase ultra alfabetizada: “Te mostro na BÍBRIA!”.

            Infelizmente essa é a realidade intelectual da maioria dos teólogos do Brasil. Estão incutindo em milhares de pessoas uma teologia que moldaram ao seu próprio gosto. Quando ouvir um teólogo falando besteira por aí, diga a ele: “Té logo”, dê as costas e saia andando.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

A estrela de Davi: O que é?



HEXAGRAMA
O nome correto da estrela de seis pontas (estrela de Davi) é conhecido como  “selo de Salomão”. Sua origem vem de uma religião chamada Bom Po, que lida com o aspecto oculto do budismo. Esse símbolo chegou a Israel através dos viajantes e sábios do oriente. Os cabalistas judeus descobriram o seu grande poder esotérico e começaram a usá-lo.
O hexagrama sempre foi usado para a invocação de espíritos de nível elevado. É interessante observar que Deus em todos os níveis do tabernáculo e do templo nunca usou figuras triangulares. Sempre se observa a figura do quadrado e do retângulo. 
O hexagrama foi imposto por Hitler aos judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Ele sendo um satanista de alto nível preparado pela religião Bom Po quis afrontar a fé judaica e estigmatizá-los. Portanto, o hexagrama é símbolo que liga Israel a morte e a prisão, ao rancor e à dor. 
É importante frisar que na sua forma esotérica, Deus reprova a simbologia.
OBS: Todas as associações maçônicas por exemplo, devem à Cabala seus segredos e símbolos. 
 
Agora cabe perguntar: Por que os líderes de igrejas neopentecostais que adesivam a "estrela de Davi" em suas igrejas e que até mesmo as usam em colares e pingentes não buscaram conhecer a origem da coisa antes de contaminar os crentes desprovidos de informação?


FERREL, Ana Mendez. Os segredos obscuros do G.D.A.U. Editora Valente / Propósito Eterno. Rio de Janeiro; 2011.




Célula e MDA: O que é isso?

Tudo começou com o Padre espanhol chamado José Maria Escrivá de Balaquer.  Nascido no dia 09 de janeiro de 1902 e falecido em Roma no dia 26 de junho de 1975, este sacerdote católico foi o fundador de uma estrutura institucional da igreja católica que se dedicava à atividades pastorais especificas chamada “Opus Dei” do latim “Obra de Deus”. É desta estrutura montada que encontramos a fundamentação também do G12 (grupo dos 12 de César Castellanos). No dia 02 de Outubro de 1928, na festa dos “santos anjos da guarda” durante os dias de um retiro espiritual, muito comum na igreja católica, surge o Opus Dei como um caminho para a "santificação".

    A origem do Opus Dei, aconteceu após a junção de 13 clérigos, com votos do romanismo: Obediência, castidade e pobreza, quando entre eles um acabou saindo e se casando, restando apenas 12 padres, estes acabaram sendo fieis e submissos ao movimento. Estes 12 acabaram se comparando a Cristo e seus 12 apóstolos. 

    O M.D.A. que ficou conhecido a princípio como "Método de Dispiculado Apostólico" e que hoje se conhece por "Meu discipulador Amado" é uma cópia quase que exata de modelos antigos e que foram negados pela igreja, porém agora com uma forma inovadora, uma nova roupagem, e empolgante com floreios e maquiagem que tem enganado a muitos pastores e leigos membros. Alias, estes modelos celulares não eram trabalhados pelas igrejas 25 anos atrás.

    Abe Huber, estudou e passou um tempo com o modelo de célula 5x5 do Reverendo David Yonggi Cho ,( Coreano), estudou o modelo dos Grupos de Interesse, do Dr. Ralph Neighbour Jr., e também estudou o modelo do Governo dos 12, passando um tempo com o Pastor Cesar Castellanos, da Colômbia; ou seja, foi catequisado e possuiu o aprendizado no G12.


OBS: O M.D.A. é somente uma cópia dos Cursilhos da Cristandade - um recrutamento. (criado pela igreja católica)

    Da Espanha a Opus Dei passou à América Latina, aportando-se na fragilíssima e, por isso mesmo, catolicíssima Colômbia, onde encontrou campo fértil. Dominou todo clero e penetrou fundo no mundo leigo. O “G12” até então não era aquele que chegou ao Brasil por volta do ano de 1991, mas um “G12” católico, uma idealização do Padre José María Escrivá. O “G12” evangélico como conhecemos, na verdade é uma junção e adaptação do Opus Dei do sacerdote Escrivá e também na igreja em célula do Evangelho Pleno do Pr. David Young Sho. 

     Em 1961 o Pr. David  (Paul) Yonggi Sho  criou um método revolucionário de crescimento de igreja.  Sho tinha o padrão de célula de 10 fieis, reunido em grupos de cinco, sendo cada célula com um líder, e o conjunto de 5 células ficava ao comando de um supervisor. Eles descobriram o poder de uma igreja em células, mas não somente em células, também outros adereços que serviriam para regimentar ainda mais o trabalho. (marketing multinível)

     Resumindo, o que foi apresentado como modelo celular do G12 evangélico no Brasil, na verdade é uma mistura. Ele aproveitou do que considerava ser melhor entre Cho e Escrivá. Do modelo Cho, Castellanos retirou a “célula”, embasada na família e liderada por um líder subordinado ao supervisor e ao chefe geral. O apóstolo René Terra Nova aprendeu o esquema na Colômbia com a Renovação Carismática Colombiana em 1998, transmitiu os conhecimentos ao Bispo Rodovalho e pouco tempo depois o movimento cresceu rapidamente, haja vista que isso se tornou um grande atrativo a milhares de pastores que tinham um ministério capenga... e precisavam dar um UP!
 
    É nítido para quem já possui um certo contato com a visão MAD, o grande uso das cores. Mas não se trata de um uso indiscriminado. É um uso consciente e com propósitos definidos. Seja no logo, no site ou nas festas de celebração, as cores são sempre nítidas nas bandeiras, camisetas e balões. São elas, o vermelho, o azul, o verde e o amarelo. O que é espantoso no uso destas cores pelo M.D.A é a semelhança com os Cursilhos da Cristandade e do G12. Os Cursilhos, sendo caracterizado pelos retiros, algo originado pelo Opus Dei de Escrivá, primavam por cores e pelos encontros espirituais. A cada novo encontro e com a volta dos que lá estiveram, eram realizados festas, ou a festa das cores. Não somente as cores era algo padrão, mas também a canção que era entoada “Decolores”. Veja o que diz o site do movimento Cursilhos de Cristandade de Curitiba (http://www.cursilhocuritiba.com.br)
De Colores é uma canção de origem espanhola, tradicional e de autoria desconhecida, cuja letra contempla as belezas da natureza e da criação. Desde os primeiros Cursilhos, ainda na Espanha, esta música é cantada nos retiros. (esta é somente uma das várias provas que o MDA é puramente a Opus Dei do século 21)

Diante do pequeno resumo acima, cabe frisar que:

1ª) A igreja evangélica direcionada pelo modelo célula MDA é mais católica do que imagina. Portanto, não tem autoridade, nem direito algum de questionar nenhum dogma católico , seja secular ou não.

2)ª O discipulado, apesar de ter suas raízes na Opus Dei, se faz necessário ao cristão, principalmente ao recém convertido. No entanto, é preciso de alimento exclusivamente bíblico focando o reino dos céus e a salvação da alma. Contudo ressalto: o crescimento da igreja utilizando-se de um marketing multinível como percebido nos últimos 10 anos é totalmente execrável, pois beneficia somente o ego do pastor e as finanças descabidas... enquanto o conhecimento alicerçado na palavra de Deus e na sua verdadeira obra fica esquecido.

3)ª O modelo de célula, tão alastrado pelo Brasil somente beneficia o recém convertido, porém até certo ponto. Isso se dá porque na maioria das igrejas há uma ordem que diz que durante as células a palavra a ser ministrada deve ser a mesma pregada pelo pastor no culto do domingo. Nenhuma outra referência ou outro contexto devem ser citados (de maneira nenhuma). Então, para o recém convertido que em pouco tempo é escalado também pelo líder para pregar a palavra, surge um pequeno aprendizado, visto que ele se encontra na "fase de alimentação de leite materno" e se repetir o que foi dito pelo pastor, acaba se familiarizando com a bíblia. No entanto, se tornar um simples repetidor de informação pode ser o início do suicídio intelectual teológico. 
    O próprio Augusto Curi relata em seu livro (SPA) que a educação no Brasil vai de mal a pior porque de umas décadas para cá o sistema de ensino já não tem mais formado pensadores, mas sim, repetidores de informações. De modo que os alunos não conseguem sequer lembrar da última matéria "estudada" passado uma semana. O mesmo ocorre na célula quando há uma vã repetição do que ensinou o pastor. Isso não favorece ninguém. Assim, o membro não se dá a chance de iniciar pesquisas que trabalham o seu potencial de aprendizado: ele só se alimenta de algo já mastigado por alguém que tem um nível intelectual não tão superior ao dele... Isso é trágico. Durante toda a vida naquela igreja ele será um papagaio que não tem capacidade própria para iniciar um estudo da palavra buscar individualmente a Deus para que lhe dê uma palavra para pregar  em uma ocasião. Desta maneira o ministério não desenvolve jamais! - Fica sempre travado debaixo das rédeas de um pastor que não permite que ninguém consiga aprender ou obter conhecimentos que não sejam aqueles que ele mesmo decidir que pode ou não...
Bom, cabe ponderar que o membro deve respeitar a liderança sem rebeldia, mas aprender e desenvolver o ministério não pode ser uma coisa freada por ninguém.

4)ª Sempre que alguém não corresponde à visão da igreja MDA logo é afastado dos trabalhos. E se manifestar-se contra a visão, é convidado educadamente a se retirar da igreja sob alegação oculta ao círculo da liderança de que pode ser uma ameaça a saúda espiritual do povo de Deus. Isso é o maior absurdo, ou seja, se não estão na visão MDA, mandam-no procurar outro lugar para "infectar"!

5)ª Em praticamente todas igrejas MDA neopentecostais (embora se julguem pentecostais) há uma variedade de mensagens que incitam ódio mesmo que de maneira disfarçada às igrejas tradicionais (assembleias e outras). Eles não suportam o ministério profético típico ao que se manifesta em igrejas pentecostais. Alegam que é tudo carne e que todos estão errados, somente a igreja deles é que está certa. Não creem que alguém pode ser usado na revelação poderosa da parte de Deus.
Bom, é claro que há muita fanfarronice em muitas igrejas pentecostais, principalmente nos casos de revelação, visão e profecia. Mas deve-se salientar que ainda há remanescentes que Deus usa poderosamente. No entanto os adeptos do MDA (liderança) não suportam porque sabem que uma vez visitada a igreja pentecostal, não há mais volta ao neopentecostalismo (a temperatura é outra... É como ir do Alasca ao deserto da Namíbia).

6)ª O conhecimento ainda é precário em muitas igrejas MDA Células. Isso foi explicado no ítem 3.  E quando há a necessidade de pregar sobre um tema um pouco mais complexo surge a tal da "estratégia dada por Deus": Marcar uma escola de profetas ou um seminário pago( 50 a 100 reais!!!!) para ensinar um assunto que caberia perfeitamente em qualquer culto da semana.
    O fato de marcar seminários não é errado de maneira nenhuma, porém desde que seja realmente sobre um assunto voltado para um grupo específico que aprenderão coisas que não deveriam ser explicadas ou expostas durante um culto normal por conta do peso teológico que, certamente um visitante leigo não entenderia bulhufas e nunca mais voltaria... Mas ocorre que marcam por qualquer motivo (R$).

O curioso é que nesses lugares também não se vê o apelo no final do culto para aqueles que querem aceitar voluntariamente a Jesus como salvador de sua vida! Então, Dispõem de um vasto tempo para ensinar MDA, e peculiaridades de células e se esquecem da salvação iminente através da aceitação do sacrifício vivo de Jesus e de sua Graça?

7)ª Os líderes que aderiram ao movimento católico (MDA - células) alegam que agora descobriram o método eficaz de trabalhar o ministério. Deveras! Eles veem que é financeiramente rentável!!!!
Então quer dizer que Deus vendo que estavam errados durante todo tempo quando ainda não adotavam o MDA da  Opus Dei resolveu revelar logo agora depois de décadas de existência? Que palhaçada!

9)ª Sempre usam passagens bíblicas de crescimento espiritual para tentar dar semelhança ao modelo G12, M12 ou qualquer outra porcaria. E conseguem! Sabe por que? Porque não existem ali pessoas com o mínimo de percepção ou conhecimento, já que o modelo de célula engessa o membro dentro na visão minimalista da liderança que também está sob o ensino precário e ultra-limitado de seu "pastor". Com o tempo a mensagem se afixa na mente e só Deus pra tirar aquilo...

10)ª Usam o simbolismo do tal do ato profético: algo criado dentro das igrejas neopentecostais para suplantar o ministério profético manifestado em igrejas tradicionais. ´Trata-se de um verdadeiro teatro onde profetizam o que desejam que aconteça a pessoa alegando ao mesmo tempo que é "mensagem de Deus". Bem diferente de quando Isaías, Ezequiel ou Jeremias profetizavam não é?

11)ª É comum nesse lugares ouvir a expressão: "Sou uma princesa do Senhor". Muito bem, mas deve-se lembrar que uma princesa tem um comportamento exemplar ao falar, andar, se expressar......e não são libertinas que usa essa expressão como precedente para praticar top-lesse junto da pastora da igreja. E em muitos casos ir à igreja representa fazer desfile de maquiagem e roupas chamativas (muitas vezes indecentes). Princesas do senhor não são essas Pitáhs, Atalias e Jezabeis.
     Muitas dessas "princesas" pastoras sobem no púlpito de tomara que caia, com  saia mostrando as coxas e atulhadas de brincos e batom. Nada contra uma vaidadezinha, mas no púlpito e na igreja isso não é necessário! onde está o exemplo bíblico de mulher?

12)ª Não há dúvidas de que os prejuízos são imensos a médio prazo para a igreja de Cristo na Terra. Então cabe a pergunta: Será que o líder irresponsável quando resolver aderir ao movimento não buscou sequer se informar de onde provém tudo antes de lançar sobre os fiéis toda enxurrada da seita obscura chamada Opus Dei?



 

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

MTV - uma programação devastadora e desprezível

 Quem pensa ser a rede globo a principal responsável pela péssima programação em termos de entretenimento e interatividade se enganou muito.
 Primeiramente, quando é dito "péssima programação", é porque a emissora apresenta programas voltados para a apologia ao sodomismo, pedofilia, drogas, adultérios e toda sorte de libertinagens e lascívia, principalmente através das tele novelas e mini séries ordinárias. Mas se tratando de programação podre, a MTV supera a globo com seus BBB's e a Record com "A Fazenda". Os dois são horríveis, mas não é tudo de pior....
       Programas como Catfish já erguem a bandeira do bissexualismo e homossexualismo. O "The Original" faz a mesma coisa. A série nomeada como "Adotada" demonstra um péssimo exemplo de vida através da Maria Eugênia - uma patricinha que não tem a menor noção do que é o mundo. No final de cada programa ela escreve uma cartinha ao estilo "Bial" evidenciando a sua falência intelectual, além é claro, de incitar a "pornéia" e a bebedeira explicitamente. O "Faking it" também é outro programinha desprezível que só ensina o que não presta e o que não é necessário para o bom andamento da vida de um ser humano. O "Are you the one Brasil" talvez seja um BBB, porém, bem mais pornográfico e promíscuo. Somente pessoas com um padrão de julgamento moral super baixo, se rebaixa a ver aquela porcaria. O desenho "South Park" é a maior aberração - só ensina palavrões e pornografias para crianças e adultos de mente perversa. E o "Papito in love"? Este tem como personagem principal o Supla - um ser que sempre quis ser um roqueiro, mas não sabe o que é o verdadeiro rock e resolveu fazer "músicas". Se alguém provar que exista uma música sequer que tenha sido composta por ele e que seja boa, ganha o prêmio mundial da paz! No programa várias moças se candidatam á nova namorada do "papito" se submetendo á testes ultra idiotas num clima de humilhação e escravidão espiritual terrível. Por último, o "Acapulco Shore" - um BBB nos moldes das "Brasileirinhas". É a pura Sodoma em pleno ocidente! Um programa para tarados sedentos por magrelas endemoniadas. 
       Não se pode deixar enganar; a programação da MTV é tudo o que a rede globo quer para o seu horário nobre. Basta esperar um poucochinho de tempo e comprovar a olho nu. Algumas destas porcarias já estão no ar, porém ainda em horários um pouco avançados. 

(I Tessalonicenses 5:22) "Afastam-se de toda a aparência do mal"

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Beatificação do Padre Vitor - uma tristeza para Jesus


Neste dia 14 de novembro será realizado um grande evento religioso no sul de Minas para reconhecer a santidade do Padre Vitor realizando a beatificação. Este propósito na realidade é um grande engano que os fiéis não conseguem e não querem concordar, inclusive os padres, que são os grandes responsáveis pela prática coletiva do pecado.
Teologicamente e biblicamente falando a beatificação é um ato que diminui a santidade de Jesus, pois só ele é digno de ser chamado de santo, digno de curar, restaurar, restituir, livrar, batizar com o Espírito Santo e salvar. Sendo assim, é claro e óbvio na bíblia que nem o padre Vitor e ninguém, pode tais coisas.
Todos devem respeitar a opinião alheia mesmo sendo um pecado de idolatria o que está ocorrendo em Minas, porém deve-se ressaltar o papel omisso dos sacerdotes da igreja católica apostólica romana em não exortar o povo á respeito das verdades bíblicas. Se o padre Vitor morreu, ela está inanimado aguardando ser ressuscitado por Jesus na sua vinda (Tessalonicenses 4: 13-18) para depois ser julgado por Deus (Hebreus 9:27), portanto não está em condições de fazer milagre nenhum nem sequer de interceder pelos seres humanos (I Timóteo 2:5) e muito menos ser chamado de santo.É claro que foi um homem virtuoso e exemplar, mas as pessoas devem tomar seu exemplo por suas práticas em vida e não depois de falecido porque assim é que se configura basicamente uma idolatria. No entanto, os padres irresponsáveis insistem em esconder essas verdades do fiéis, que por sua vez acabam negligenciando a bíblia e Jesus para pedir milagres e benção ao padre Vitor em vão. Ele também dependeu e dependeu e ainda depende da misericórdia de Deus para se salvar! Talvez ele se salve, mas os seus seguidores certamente prestarão contas por dividirem a glória de Jesus com ele (apocalipse 22:15 ).
Com certeza a beatificação no mundo espiritual não agrada o Altíssimo porque se assemelha muito às situações onde o povo se afastava espiritualmente de Deus quando iniciavam uma forma de reconhecimento de outras divindades para cultuarem, como se Deus não fosse o bastante para eles. Isso é demonstrado em II Rs 17.24-41. Na ocasião, o rei da Assíria havia trazido gente de Babel, Cute, Hava, Hamate e de Sefarvaim para habitarem na cidade de Samaria em lugar dos filhos de Israel e tomar a cidade em herança. Relata a bíblia (II Rs 17.29) que cada uma das nações citadas fez os seus deuses, e os puseram nas casas dos altos que os samaritanos fizeram, cada nação na sua cidade, nas quais habitavam. “Assim ao Senhor temiam e aos seus deuses serviam, segundo o costume das nações dentre as quais tinham sido transportadas” (II Rs 17.33). É perceptível que muitos católicos se assemelham muito com o povo idólatra e corruptível de séculos atrás; “temem” a Deus, mas servem aos ídolos. A bíblia é muito precisa em dizer:


Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom”. (Mateus 6.24)



Provavelmente depois de acontecer a beatificação, pleitearão a canonização como foi no caso de Nhá Chica.

***

Antes de adorarem e cultuarem pessoas mortas existe o processo de reconhecimento do falecido membro da ICAR, para chegar-se a uma conclusão se realmente houve o preenchimento de todos os requisitos e certificar-se de que a pessoa mereça ser considerado “santo”. O processo é denominado canonização, e foi instituído pela primeira vez pelo papa XV em 995 d.C. Mas é observado que muitas vezes mesmo não tendo iniciado o processo de canonização, já ocorre a prática de idolatria na adoração aos “santos”.
A canonização depende de duas coisas: depende do testemunho dos homens que com eles privaram e atestem com juramento informando sobre a sua vida, virtudes e atividades, e depende especialmente de Deus, do seu testemunho que se manifesta através dos milagres autênticos.
Primeiramente, salienta-se que não há nada que induza a prática da canonização á luz da bíblia. Jesus disse que enviaria um consolador para que ficasse com o seu povo (Jo 14.16). A palavra outro, no grego se apresenta como allos, ou seja, da mesma forma, igual. Assim, é compreendido que o consolador é o Espírito Santo igual á Jesus. Se Ele está verdadeiramente á disposição dos cristãos, não há conveniência em ter alguém canonizado para veneração ou intercessão em favor dos homens. A prática trata-se diretamente de uma ação antagonista, inconveniente, desnecessária e se mostra como mais um meio de multiplicação de ídolos para que o povo se afaste de Deus.





terça-feira, 7 de julho de 2015

A autounção

A consagração ao ministério pastoral tem sido motivo de grandes debates e também de muitas chacotas ao longo dos anos, justamente pelo fato da “autounção” ou “auto-consagração”. Este ato consiste em consagrar-se ou ungir-se á pastor; líder espiritual de um rebanho voluntariamente. Acontece que o indivíduo diz: “Senhor eu me consagro a Pastor em nome de Jesus”. Esta unção é precedida por várias desconsiderações e literalmente atropela dois preceitos básicos, como mostrado a seguir:
  • Muitos não compreendem que para ministrar ás almas dos homens tem primeiramente que passar por Jesus, que é a Porta, ser vocacionado e enviado por Ele.
  • É somente através de Jesus que os pastores têm acesso ao rebanho.
Analisando os dois textos (Mt 7.15 ; At 20.29-30) O Senhor dá a entender que muitos queriam assumir a condição de pastor diante do rebanho de Deus sem ter vocação na alma:

Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.”
Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis que não pouparão o rebanho. E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si.”

Um fato curioso é do apóstolo Paulo. Seu ministério produziu frutos porque ele entrou pela Porta, sendo chamado diretamente por Jesus. O mesmo não sucedeu com os filhos de Ceva que tentaram invocar o nome de Jesus sem primeiramente serem servos Dele (At 19.13-16). O resultado foi evidenciado pelo fracasso. Este é o mesmo fracasso que muitos infelizmente, e em outros casos, merecidamente passam, como os “autoungidos”.
O pastor (líder) é antes de tudo um líder espiritual do rebanho de Cristo. E o Senhor indica as características da liderança espiritual: há modos lícitos e ilícitos de se obter acesso ás pessoas e assumir autoridade sobre elas. Há o caminho certo, divino, para entrar no ministério cristão, e há o caminho errado e humano.
Quando o homem opta pelo caminho certo, Deus se agrada, e como disse Gamaliel: “... se for de Deus prevalecerá”. Neste caso haverá frutos e bênçãos incontáveis. Mas se optar pelo caminho errado e humano, somente as adversidades o encontrarão; a obra não prevalecerá e será abolida.
Existem duas ações fundamentais típicas de pastores que agradam á Deus:
  • Ele conduz suas ovelhas: antigamente, à noite as ovelhas eram levadas para o aprisco. De manhã, chegando, o pastor chamava suas ovelhas que reconheciam sua voz e seguiam-no.
  • Ele exerce a liderança de forma sublime, guiando e conduzindo as ovelhas mediante o seu próprio exemplo. (Jo 13.15 ; I Pe 2.21).

Arão era um sacerdote exemplar, mas caiu em um grave erro quando seguiu as vontades do povo (Ex 32.1-5). Por isso pode-se afirmar também que o pastor que entrou pela Porta dá as ovelhas o que elas necessitam e não o que elas querem.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Estado Islâmico, o cavalinho de Tróia


O Brasil foi presenteado com um cavalinho, aparentemente para muitos, um "pé de pano", mas que pode sim causar uma destruição em massa nos próximos anos. Trata-se do estado islâmico explícito.
Nas ruas de muitas capitais e cidades de médio porte, principalmente na região sudeste podemos avistar um pequeno núcleo islâmico trabalhando suas ideologias à todo vapor. Eles estão de maneira astuta contaminando mentes juvenis através do Alcorão - o famoso livro de Maomé. 

De início, superficialmente não parece haver grandes problemas em ter-mos grupos islamitas espalhados por toda a parte, no entanto, há sérios problemas sim:

- Os jovens são  manipulados facilmente por qualquer doutrina imposta sem a menor resistência.
- Os mais bem preparados já conseguem perceber a fragilidade intelectual da "rapazeada" e por isso sabem que todos eles podem convertê-los rapidamente à alá. 
- A doutrina cristã perdeu espaço nas escolas públicas e com isso a infiltração islã se impregna como um vírus.
- Os jovens que adquirem uma mente revolucionária a la Dilma, Jean Wyllys, Che, Netinho de Paula, Chilco Alencar, Pimentel, se jogam no islamismo sem ter a menor condição de entender que a ideologia norte africana não é compatível com estilo  sul-americano de vida.

Com o crescimento acelerado dos grupos islãs e o grande número de discípulos conquistados em território brasileiro, certamente em um futuro não muito distante haverá grandes atentados terroristas por toda a parte. Já imaginou como os jovens de 14 ou 15 estarão embriagados trabalhando para alá vestindo coletes cheios de bombas ou até mesmo armado até os dentes? E obviamente também farão desaparecer completamente o estado democrático de direito (se é que ainda temos) quando alguém se posicionar contra o islamismo?

Não podemos esquecer que o próprio Alcorão dá as bases "legais" para o assassinato daqueles que não estão inseridos no contexto do estado islã. 

Atualmente os criminosos descendentes de Maomé estão crescendo e quase ninguém está percebendo como eles ganham os mais jovens na sua seita nada hermética. Quando alguém decidir agir, será tardio... Estarão na realidade em pleno caos as escolas, logradouros públicos, empresas, igrejas...

Eles estão tomando o mundo e o Brasil e a população está de olho somente no PT (não menos nocivo). É bom lembrar que o PSOL apóia o islamismo na escola!

sexta-feira, 20 de março de 2015

TAUTOGRAMA Á DILMA



Discípula de Dugin, delusória desvairada
diplomacia dissimulada, donzela debochada
desgraciosa, desagradável, deixa-me desanimado
De diminuto decoro, dignidade desavergonhada
Diabrura e descompostura torna-me desalentado.
Demonstra-se dirigente desfaçada, de decência deslembrada
Dote desconhecido, dignidade desarrazoada.

segunda-feira, 9 de março de 2015

Carismáticos Enganados

Antigamente por volta do início do século XX havia vários embates envolvendo os católicos ortodoxos  e os pentecostais; cristãos convertidos pelas pregações de Lois Franscescom (Congregação Cristã do Brasil), Daniel Berg e Gunnar Vingren (Assembléia de Deus) e outros missionários do campo presbiteriano do Brasil. O principal foco sempre foram os dogmas impostos pela igreja de Roma de acordo co o princípio da tradição, e não com a verdade bíblica. 
       
       Atualmente uma classe de novos católicos (carismáticos), ou seja, aqueles que se consideram católicos renovados, ou pentecostais, mas que na realidade sonham em ser evangélicos e só não são por serem desprovidos de atitude, tem tido também alguns embates, porém, com os crentes neopentecostais. Os carismáticos buscam há anos serem semelhantes aos evangélicos, principalmente nas expressões: "tá amarrado", "em nome de Jesus", e por aí vai... Mas porque então não se convertem de fato?
       Um grande conferencista brasileiro disse certo dia: "Não adianta querer fazer a coisa certa da maneira errada ou no lugar errado." Isso é bem verdade. Por mais que queiram servir á Deus, não percebem que estão onde se fabrica "fogo estranho" e quando são orientados, não aceitam. 
       Há algum tempo vem ocorrendo alguns acontecimentos para a glória de Deus: 1ª - No município de Três Pontas - MG, por algumas vezes jovens carismáticos quando orando no monte ficaram possessos e foram libertos graças á interferência de pastores que também estavam próximos ao local depois que os próprios companheiros (já em estado de choque) não conseguiram nem abrir a boca, tampouco dar a ordem aos demônios. 2ª - Em uma reunião do grupo de jovens, o líder ficou endemoniado. No momento alguns tentaram expulsar a casta, mas todo o esforço é claro, sem nem um espanto, foi em vão, pois ninguém ali, segundo o próprio demônio (porta-voz da legião) tinha autoridade para expulsar. O curioso é que na hora do terror, vendo que não havia mais maneiras de resolver a situação, depois de já ter usado o rosário como amuleto de exorcismo, esfregado alguns ídolos na cara do endemoniado, gritado bastante até perder a voz, acabaram indo atrás de um irmão (de uma igreja neopentecostal). Depois de quase meia hora de joelhos no chão, havendo já confessado perante todos qual era a forma que estava agindo no meio deles, o demônio foi queimado e expulso pelo irmão! 
       O fato narrado acima não é algo raro  de acontecer. É bom ressaltar que isso ocorre com frequência. Mas a pergunta que não quer calar é: Por que nunca chamam o padre na hora do desespero??? A resposta é: o padre conhece a seguinte passagem:



"Alguns judeus que andavam expulsando espíritos malignos tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre os endemoninhados, dizendo: "Em nome de Jesus, a quem Paulo prega, eu lhes ordeno que saiam! "
Os que estavam fazendo isso eram os sete filhos de Ceva, um dos chefes dos sacerdotes dos judeus.
Um dia, o espírito maligno lhes respondeu: "Jesus, eu conheço, Paulo, eu sei quem é; mas vocês, quem são? "
Então o endemoninhado saltou sobre eles e os dominou, espancando-os com tamanha violência que eles fugiram da casa nus e feridos.
Quando isso se tornou conhecido de todos os judeus e os gregos que viviam em Éfeso, todos eles foram tomados de temor; e o nome do Senhor Jesus era engrandecido. (Atos 19:13-17)


       Sabemos que se por acaso ele fosse até o local, não sobraria nem um pedaço de batina pra fotografia....

segunda-feira, 2 de março de 2015

O mal de Gramsci

Sabemos que o italiano Antônio Gramsci foi umas das principais referências do pensamento de esquerda. Dentre suas várias teorias, uma se faz bastante curiosa para os dias atuais: ele defendia que a tomada do poder fosse precedida pela mudança da mentalidade. Isso é evidente no meio político do congresso nacional. Se tratando de educação, fica claro que o pensamento gramsciano ganha força a cada dia.
       O Brasil possui as piores escolas do mundo desde que introduziu o sistema de alfabetização "socioconstrutivista" na década de 80. O resultado dessa barbaridade é que hoje milhares de jovens chegam ás faculdades sem a mínima noção do próprio idioma. Escrevem com todas as falhas e descuidos. E pior, a caligrafia não existe, muito menos a concordância...
       Para a teoria de Gramsci ganhar mais espaço não é necessário fazer planos mirabolantes e traçar grandes estratégias. O principal já foi feito. A geração presente consiste em uma maioria de "alfabetizados iletrados". Tudo isso porque a presidenta "maqueia" os números para gerar a impressão que os tupiniquins estão todos com o ensino médio completo e que isso é formidável. Até parece que o resto do mundo não percebe o que a cubana está "hacendo"... Sendo assim, a tomada do poder sobre os menos favorecidos intelectualmente ocorre de forma veloz. Por isso é que Gramsci e seus seguidores do PSOL e  PT apoiam a revolução cultural em prol da imbecialização da população através de práticas pedagógicas não cognitivas.
      Outra artimanha dos gramscianos é fazer a população receber o processo revolucionário sem resistência alguma. Entende agora? É simples: á partir do momento em que a população se mostra despreparada para argumentar filosoficamente, teologicamente ou de qualquer outra forma, ela se torna maciçamente passiva. Essa passividade pode levá-la á uma alienação irreversível.
      O inimigo da alma cristã age na vida das pessoas de maneira semelhante: primeiro busca esvaziar sua mente de toda obra ligada ao cristianismo. Depois atulha a mente e a imaginação do indivíduo com ideologias céticas carregadas de soberba maligna até impregnar toda a sua essência. Esta estratégia favorece a aceitação de toda e qualquer coisa que possa contaminar o homem sem a mínima resistência. Desta forma começa a aparecer um ser espiritualmente passivo de cosmovisão marxista-diabólica.
       Para Antonio Gramsci a corrupção da sociedade era a principal ação para a tomada do poder. Para satanás, o esvaziamento da mente através das táticas petistas atuais é sem dúvida o melhor caminho para aniquilar os cristãos.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Percival Puggina fala tudo!!!

Por que as instituições nada fazem contra a matriz de corrupção instalada no coração do poder? Mistério. 

Por que Bolsonaro suscita maior comoção e interesse entre os formadores de opinião do que as denúncias da geóloga Venina Velosa da Fonseca? Mistério. 

Por que o relatório de uma Comissão Nacional da Verdade que sepulta verdades e ressuscita mentiras ganha espaço como se credibilidade tivesse, malgrado afronte a própria lei que a criou? Mistério. 

Por que, para tantas pessoas, o mal está na mera existência da revista Veja e não nos crimes que ela denuncia? Mistério.

Por que é tão solenemente ignorada a existência do Foro de São Paulo, como bem sinaliza Olavo de Carvalho? Mistério.
Por que não causou estranheza em parte alguma que a pessoa escolhida para ocupar a função de tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, seja, justamente, o ex-dirigente de uma cooperativa habitacional que lesou centenas de associados? Não está ele sendo processado por estelionato, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica? Comanda as finanças do PT e só a Veja acha estranho? Mistério. 

Por que o partido que governa a República perdeu todo interesse em desvendar os enigmas em torno da morte de Celso Daniel? Mistério, mistério, mistério. 

Para onde quer que se olhe, lá está a densa bruma de onde quase se espera o surgimento de dragões, unicórnios e manticoras.

Pois eis que, de repente, fica-se sabendo que a presidente da República foi a Quito participar de uma reunião da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) e que nessa reunião foram tomadas diversas decisões envolvendo supostos interesses comuns aos países do bloco. E com que parcerias! Pois bem, as relações internacionais do Brasil, de uns tempos para cá, seguem estratégias incomuns e nos têm custado muito caro. Não seria preciso mais do que isso para despertar o interesse da mídia nacional. Mas não despertou. Por quê? Mistério. E não me consta que alguém tenha gasto meia hora, seja na mídia, seja no Congresso Nacional, para investigar o que significará, na vida prática, algo tão enigmático (mormente entre nações sob tais governos) quanto a Unidade Técnica de Coordenação Eleitoral que passará a funcionar na Unasul. Por quê? Mistério.
Tampouco suscitou interesse a decisão de criar uma Escola Sul-Americana de Defesa, que até sigla já tem: Esude. E para que servirá a Esude? Para constituir "un centro de altos estudios del Consejo de Defensa Suramericano de articulación de las iniciativas nacionales de los Estados Miembros, formación y capacitación de civiles y militares en materia de defensa y seguridad regional del nivel político-estratégico". Será que só eu fiquei preocupado com isso? Será que só eu fui buscar informações e me deparei com este vídeo? 
Terei sido o único a descobrir que, conforme ali se explica, a tal Esude tem por objetivo formar civis e militares afastados das "lições caducas com que se formavam nossos militares", as quais seriam "quase cópias dos manuais gringos, norte-americanos"? O que dizem sobre tudo isso nossos comandantes militares? Mistério.
Definitivamente, de duas uma: ou estou ficando incapaz de compreender o Brasil, suas instituições e seu povo, ou o Brasil está se tornando outra coisa qualquer.

fonte: www.midiasemmascara.org

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

A maior seita das Américas

Este livro é excelente e fortemente recomendado para quem gosta de estudar sobre a história da igreja, bem como as mudanças ocorridas ao longo dos anos da sua trajetória. Além de conhecer muitas heresias praticadas pela maior seita das Américas com referências á luz da bíblia. 
Resumo do livro:
A igreja surgiu cheia do poder de Deus, mas em pouco tempo foi afetada por heresias do império romano que persistem até os dias de hoje. Depois da morte dos apóstolos a obra missionária passou por uma grande oscilação até o período dos mártires. Logo depois na idade média a mão de Deus se fez notória na vida de valorosos homens que combateram as mais diversas heresias com vigor e coragem. Os atos de Pedro de Bruys, Pedro Valdo, Arnaldo de Bréscia, William Tyndale, Martinho Lutero e outros demonstram a provisão Divina para que a igreja não fosse completamente destruída por um clero ambicioso e anticristão. Várias heresias são relatadas á luz da bíblia para dar entendimento aos cristãos de hoje além de confrontar a igreja atual com a que surgiu cheia do poder nos tempos de Pedro Tiago e João.
 Nesta obra é demonstrado o vital papel dos reformadores como instrumentos de grandes mudanças no cristianismo.
A doutrina do purgatório tem base bíblica?

O que podemos dizer do limbo? Ele existe?

Quanto á canonização, você sabe se é aprovada por Deus?

Qual é a base dos sacramentos á luz da bíblia?

O que foi realmente a inquisição e a reforma protestante?

Por que os povos cultuam Maria e outros patronos e padroeiros? O que a bíblia diz á respeito?

O que devemos entender sobre a quaresma, batismo, hóstia, missa, confissão de pecados e transubstanciação?

Você sabe quais são as doutrinas marianas á luz da bíblia e para que servem?

Estas perguntas e tantas outras são respondidas neste livro com uma linguagem limpa e direta para que o leitor possa ter um excelente resultado em sua pesquisa.

PARA ADQUIRIR BASTA ENTRAR NO LINK: http://www.protexto.com.br/livro.php?livro=689