Vídeos Imperdiveis

Loading...

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Ditadores gays demonstram mais uma vez sua intolerância e desrespeito

Mais uma vez o grupo de ativistas gays mostrou sua intolerância com aqueles que simplesmente não concordam com a sua prática. A audiência do dia 27 foi marcada por confusões devido á manifestações não pacíficas que interromperam insistentemente o Pastor Silas Malafaia no seu pronunciamento. Estiveram presentes na seção o ativista gay Toni Reis, a psicóloga Marisa Lobo, os deputados João Campos e Marcos Feliciano, o senador Magno Malta e o presidente do CFP, ou seja, tinha tudo para ser um excelente debate, porém......... O propósito da audiência foi discutir se um psicólogo pode ou não atender pacientes que desejam tratar a homossexualidade estando coerente com as normas do CFP. Os ativistas gays acabaram com a audiência por não saberem se comportar como gente civilizada e educada. Ninguém insultou nenhum homossexual presente, mas a maioria deles se manifestou com ódio e desrespeito utilizando símbolos nazistas para agredirem convidados.
       Na realidade nem seria necessário discutir tal assunto, pois se um homossexual procura um psicólogo para se tratar é por que ele realmente quer abandonar uma posição que pôde ter sido imposta á ele desde pequeno, já que sabemos que o homossexualismo não é genético por não haver provas científicas e nem haverá, é algo comportamental e de simples entendimento. Todos têm o direito de ser homossexual, mas dizer que nascem assim é chacota......Não é o psicólogo que procura o paciente e se este procura um psicólogo não pode ele ajudá-lo? É claro que sim! Está explícito que estão querendo impor uma ditadura gay através de militâncias que tentam impedir até mesmo pessoas que estudaram com garra para servir a população, mas não conseguirão por que Deus ainda tem profetas na terra.

Assista ao vídeo e comprove o título do texto.



Escrito por Anderson Dalcin

Nenhum comentário:

Postar um comentário