Vídeos Imperdiveis

Loading...

terça-feira, 24 de junho de 2014

As festas juninas são banhadas de ocultismo

As festas juninas vieram da Europa trazidas por portugueses que cultuavam São João nas festas 'joaninas'. Aqui no Brasil passou a ser chamada de 'juninas' e ganhou brilhantismo com a inserção de bebidas alcoólicas, comidas típicas como pé-de-moleque, jenipapo, leite de coco, pipoca e outros. As festas estendem-se por todo este mês de junho abrangendo também a devoção á Antônio e Pedro, além de São Francisco de Portugal, Santo Onofre, São Marcos, etc. Resumindo, é mais uma festa pagã introduzida no calendário pela igreja católica.
Durante as festas juninas as fogueiras são comuns, mas o seu significado possui  algo relacionado ao ocultismo; o fogo nos rituais religiosos antigos representa a purificação e o instrumento perpetuador do juízo. A comilança, bebedeira e as danças são heranças do cultos pagãos ás divindades femininas. Estes cultos sempre foram impregnados com sensualidade e luxuria próprios dos sistemas de culto de civilizações antigas. O Apóstolo Paulo condenou este comportamento entre os cristãos de Corinto que, estavam transformando a santa ceia numa festividade em que se empanturravam com comida e se embriagavam com vinho (ICo 11:17-22)
Ainda persistindo na fogueira; ela tem a forma de pirâmide, símbolo da energia, guardiã dos grandes segredos da sabedoria milenar, túmulos dos faraós e portal para reencarnação dos mortos do antigo Egito. O mastro de São João coma abandeira em triângulo, encerra outra simbologia do esoterismo revestindo -se de significado físico e espiritual. O cerimonial do levantamento da bandeira segue o mesmo ritual dos antigos cultos em que se marcavam os locais com pedras pontiagudas ou estacas fincadas no chão. No Egito usava-se o obelisco, monumento de pedra em que eram gravados os mistérios religiosos.
As práticas do paganismo não podem ser justificadas como tradição, nem vista como algo aceitável aos olhos de Deus. Protestantes e principalmente católicos devem ser prudentes e sempre buscar na bíblia o que convém. Nem todos que tem o nome de Deus na boca a todo momento entrarão no reino dos céus. Muitos dizem: "Se Deus quiser", "Graças a Deus", mas não vivem em vigilância. Muitas vezes dizem: "Tá amarrado!!!", mas não amarram os próprios pés e se lançam nas quadrilhas e festinhas pagãs. E se Jesus arrebatar a igreja no momento de uma festa junina?

Nenhum comentário:

Postar um comentário